NOTÍCIAS

Inovações marcam o Mondial de la Bière SP Blog do Tozzi

05/06/2019 Fonte: Blog do Tozzi

Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.

Evento chega ao final esbanjando desenvolvimento de novas tecnologias e tendências ousadas nas cervejas

A segunda edição do Mondial de la Bière São Paulo chegou ao final neste domingo (02/05) marcada por cervejas ousadas e inovações tecnológicas. As cervejas ácidas, fermentações com leveduras selvagens, envelhcidas em barris e as imperial stouts, se confirmaram como tendência entre o público visitante. A cada stand visitado, a complexidade de aromas, sabores e combinações inusitadas evidenciaram a preferência do mercado consumidor para este ano.

Além dos estilos ousados, os visitantes poderam ver de perto algumas inovações, como a Magic Booze, uma fórmula criada pela cervejaria Pratinha (Ribeirão Preto/SP). Trata-se de uma mistura solúvel em água com gás que se transforma em cerveja. Além disso, a DuPappi apresentou o já conhecido lúpulo em gotas, dessa vez já inserido em receitas desenvolvidas por cervejeiros.

Com um clima de festa, a diretora de negócios da GL Events, responsável pela organização do Mondial de la Bière no Brasil, Luana Cloper, disse acreditar no potencial do evento em São Paulo. Ficamos muito felizes com o resultado desta edição. A cidade nos recebeu de braços abertos, comemora. Nossa expectativa é que a marca Mondial de la Bière conquiste nos próximos anos na capital paulista a mesma projeção que tem no Rio de Janeiro, Montreal (Canadá) e Paris (França).

Concurso Cultural

No encerramento do festival foi divulgada a foto vencedora do concurso cultural #CERVAPORSP, uma parceria do Mondial de la Bière com o São Paulo City, projeto que divulga os melhores eventos e atividades da capital paulista, com dicas de gastronômicas e culturais. O objetivo do concurso é mostrar a interação entre a cerveja e a cena urbana a partir da fotografia. Durante o festival dez fotos selecionadas foram expostas e receberam a votação do público. O clique vencedor foi de Marilsa Bulhões, que captou um pôr do sol com a essência cosmopolita paulistana, acompanhado de uma cerveja artesanal.

Mondial Arena

O Mondial Arena, com curadoria da expert Carolina Oda, encerrou sua estreia com quatro bate-papos. Luiz Nascimento, sócio dos bares H. Gin Bar e Volátil, Mestre Destilador da The Lab Spirits e Cervejeiro da Cervejaria Canoa, falou sobre os processos de produção e sobre o que é ser realmente artesanal. Já o engenheiro agrônomo Guilherme Francarolli conversou com o público sobre o conceito das cervejarias artesanais, os direcionamentos do estado brasileiro, as indicações geográficas e os debates em torno do assunto. Fábio Mena, agricultor e co-fundador do Reenvolver, empresa com a missão de fortalecer cadeias produtivas e agregar valor a produtos da sociobiodiversidade, falou sobre a valorização da gastronomia local baseada no território.

O ciclo de bate-papos foi fechado com a jornalista Kelly Stein, que há nove anos se dedica ao universo dos cafés artesanais. Ela convidou a todos para uma reflexão sobre como as histórias são contadas no ato da venda e como jornalistas, influenciadores e consumidores podem olhar para esse discurso a partir de novas perspectivas. Aqui temos um exemplo de um evento que reúne marcas feitas por e para pessoas, respeitando processos artesanais buscando uma ressignificação das possibilidades e hábitos de consumo, comentou a jornalista.

A noite foi animada pelos shows das bandas Trinca Acústica, com seu repertório cheio de clássicos do rock; e pela Tailten, com as aclamadasdrinking songs irlandesas. O DJ residente Pancho Trackman, agitou o público nos intervalos. O festival foi encerrado às 22h. Agora o público cervejeiro entra na contagem regressiva para a sétima edição carioca do Mondial de la Bière, que acontece entre 4 e 8 de setembro, no Pier Mauá.

Leia também

USE AS TAGS #MONDIALDELABIÈRESP E #MONDIALDELABIÈRESPEUVOU E COMPARTILHE SEU AMOR POR CERVEJAS ARTESANAIS.

FAGGA EVENTOS – CNPJ 05.494.572/0001-98